“O tempo é um rio fluindo do passado” – Reflexões sobre Saúde x Doença

Por Samanta Fonseca

 

Olhar para a Saúde da Mulher Negra me faz pensar nestes três pontos: o tempo, a fluidez e o passado. Explicarei. Mas antes, gostaria de me apresentar! Em meu primeiro texto: “130 anos de abolição: Entre reconhecer e se libertar do desamparo”, fiquei tão envolvida com o tema que não escrevi nada sobre mim! Pois bem, sou a Samanta Santos da Fonseca, mulher negra, sonhadora e apaixonada pela vida e suas possibilidades. Sou psicóloga clínica na cidade de São Paulo e meu objetivo é discorrer sobre a Saúde da Mulher Negra. Em textos futuros, pretendo pontuar alguns fatores que atravessam a saúde da mulher negra, tentando ampliar recursos de enfrentamento. Neste momento, pensei em refletirmos sobre os aspectos Saúde x Doença, segundo a abordagem psicológica Gestalt-terapia.

Voltando a frase do título: “o tempo é um rio fluindo do passado” (do filme “A forma da Água”), quero dar destaque ao tempo.

Nosso “tempo” é o hoje, é o aqui-agora, é o vivido e vivenciado por você enquanto lê estas palavras. Aliás, gratidão pela leitura! Este “tempo” não está isolado e independente de outros “tempos”. Há aspectos psicológicos, físicos, históricos, sociais, econômicos e políticos que atravessam sua história pessoal. Estar consciente sobre o que te afeta e como te afeta não impedirá que a dor e o sofrimento (psíquico e/ou físico) se achegue, mas te possibilitará recursos mais saudáveis para lidar com as questões.

O “fluir”: Quando penso em saúde, penso em algo fluído, processual. É como o fluxo sanguíneo que percorre e nutre o corpo inteiro, mas se acumular em um único ponto pode haver problemas. Saúde não é o contrário de doença, e vice-versa. Ter saúde não significa que, em alguma medida, uma pessoa também não experiencie aspectos de doença. Doença não é um castigo para quem não tem saúde. Saúde não é o ganho de quem não está doente. Uma pessoa pode ter vivências saudáveis mesmo convivendo com uma doença. E uma pessoa dita saudável, pode experenciar momentos de doença. Nenhuma pessoa é só saúde, ou só doença. Saúde e doença não são opositores. Saúde e doença são faces diferentes da mesma moeda! De certa forma, todas as pessoas são saudáveis e doentes, ora vivenciando mais um aspecto do que o outro. Por vezes, um sintoma (físico e/ou emocional) emerge e aponta à necessidade de que a pessoa possa parar um momento e se olhar, se perceber, dar-se um tempo para compreender como está sua relação com as situações ao seu redor (família, emprego, estudos, relacionamentos, sociedade, violências estruturais, etc) e, a partir daí, pensar em uma forma saudável de lidar com tais situações.

O “passado”: Não posso me furtar em apontar o quanto o período escravocrata impactou (entre outros fatores fatores) na Saúde da População Negra. Temos um corpo ancestral, com uma memória ancestral e com dores ancestrais. Em outros textos, posso me aprofundar. Minha intenção, neste momento, é mostrar o quanto estamos na ponta de um “rio” que já vem fluindo há muito tempo. Há, ainda hoje, reflexos desse período no modo de olhar para o processo saúde x doença. E mesmo após a escravidão, ainda hoje, há fatores sociais, políticos, e estruturais que impactam na obtenção e manutenção do equilibrio nos aspectos saúde x doença. Identificar e se apropriar desse passado não significa ficar preso nele, mas sim, perceber e compreender como tais fatores ainda impactam hoje em nossas vidas.

Sendo assim, quanto mais você se conhecer, com mais força poderá se apropriar e integrar em sua história toda a singularidade, fragilidades e potencialidades de ser quem você é nesse hoje que vivemos. Percebendo se enquanto cidadãs de direito para exigir cuidados éticos e essenciais à vida. Afinal, sua vida importa, e muito! E, em meio a tantos atravessamentos da vida cotidiana na vida das mulheres negras, dentro do possível, e da realidade de cada uma, inaugurar formas criativas e flúidas de equilibrar as “faces da moeda”.

Samanta Santos da Fonseca

Psicóloga Clínica|CRP 06/12393-3

 

E-mail: smtsantosfonseca@gmail.com

Instagram: @psicosamantasantosfonseca

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s